O que faz cada Pastoral



A Pastoral da Criança é reconhecida como uma das mais importantes organizações em todo o mundo a trabalhar em ações de combate à mortalidade infantil e melhoria da qualidade de vida das crianças e suas famílias. Organismo de ação social da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), a Pastoral da Criança é uma instituição de base comunitária que tem seu trabalho baseado na solidariedade e na partilha do saber.
Tem como objetivo promover o desenvolvimento integral das crianças pobres, da concepção aos seis anos de idade, em seu contexto familiar e comunitário, a partir de ações preventivas de saúde, nutrição, educação e cidadania, realizadas por mais de 228 mil voluntários capacitados. Criada em 1983, a Pastoral da Criança – hoje presente em todo o Brasil e em mais 19 países – alicerça sua atuação na organização da comunidade e na capacitação de líderes voluntários que ali vivem e assumem a tarefa de orientar e acompanhar as famílias vizinhas para que elas se tornem protagonistas de sua própria transformação pessoal e social.
Coordenação Arquidiocesana: Ana Rita Pereira 
Contatos:  (75)99978-5056; 3226-5429
E-mail: s95@pastoraldacrianca.org.br
A Pastoral Carcerária tem como missão ser presença de Jesus Cristo e da Igreja Católica no cárcere e promover a valorização da dignidade humana. Seu objetivo é  levar o Evangelho de Jesus Cristo às pessoas privadas de liberdade e zelar para que os direitos humanos e dignidade humana sejam garantidos no sistema prisional. Além disso, visa conscientizar a sociedade para a difícil situação do sistema prisional;Promover a dignidade humana; Motivar a criação de políticas públicas que zelam pelo respeito aos Direitos Humanos. Entre as atividades da pastoral, estão as visitas a todas as dependências prisionais: celas em geral, inclusão, celas de castigo, seguro, enfermaria etc; diálogo com a sociedade a fim de promover uma consciência coletiva comprometida com a vida e a dignidade da pessoa humana; participação em debates na imprensa; Apoio jurídico e social às famílias de presos e presas; acompanhamento de denúncias de violação de direitos humanos.
Coordenação Arquidiocesana: Irmã Iria Minosso
Contatos: (75) 3224-9615 - Email: iriaminosso@gmail.com
A Pastoral da Catequese  inicia  crianças, adolescentes, jovens e adultos na fé cristã. Esta iniciação se dá, concretamente, através da formação cristã á luz dos Evangelhos, da celebração litúrgica e da vivencia comunitária, realizando encontros de formação, a Semana Bíblico-catequética e a Escola de Catequese onde são apresentados temas do nosso cotidiano. Iluminados pela palavra de Jesus que nos traz a vontade do Pai, na força do Espírito  Santo,  buscamos o verdadeiro sentido da vida e mudanças de atitudes em relação a Deus  e ao irmão. “A catequese é uma educação da fé das crianças , dos jovens e dos adultos, a qual compreende especialmente um ensino da doutrina cristã, dado em geral de maneira orgânica e sistemática, com a finalidade de os iniciar na plenitude da vida cristã. (CIC 5). O crescimento interior da Igreja, sua correspondência ao desígnio de Deus, depende especialmente da catequese. Neste sentido, a catequese deve ser considerada como momento prioritário da evangelização (DGC 64), num  processo permanente de educação da fé, formando o cristão, em comunhão com o Pai, o Filho e o Espírito Santo, e com os irmãos, mediante a adesão pessoal a Jesus Cristo e a aceitação do seu caminho de salvação e libertação.
Coordenação Arquidiocesana; Irmã Iria Cristifolini
Contatos:  (75) 3485-2189
A Pastoral da Educação deve ser organizada, em todos os níveis, como espaço de reflexão e ação, onde o educador possa descobrir formas de evangelizar através de processos educativos. O compromisso com a educação transcende os limites da escola, apoiando as múltiplas formas de educação popular e os projetos de reeducação dos excluídos. Ser cristão e construir o Reino de Deus, requer um processo educativo para que as pessoas livremente assimilem, reconstruam e assumam a proposta de Deus no caminho para a felicidade. É por isso que a Igreja sempre deu grande importância à educação. A Pastoral da Educação é a presença evangelizadora da Igreja no mundo da educação, possibilitando, por meio de processos pedagógicos, dinâmicos e criativos, o encontro das pessoas com os valores do Reino de Deus. 
 Coordenação Arquidiocesana:

A Pastoral da Aids é o cristão capacitado e comprometido no trabalho de prevenção e assistência. É a Igreja comprometida para que a vida prevaleça, segundo o ensinamento de Jesus: “Eu vim para que todos tenham vida”. Trabalhar na prevenção e contribuir com a sociedade na contenção da epidemia, envolvendo todos os cristãos na luta contra a Aids
Coordenação Arquidiocesana:

A Pastoral Vocacional um trabalho pastoral da Igreja que visa despertar os cristãos para a vocação humana, cristã e eclesial, discernir os sinais indicadores do chamado de Deus, cultivar os germes de vocação e acompanhar o processo de opção vocacional consciente e livre.
Coordenação Arquidiocesana; Pe. Genival Carvalho
Contatos:  (75) 98171-8141
 E-mail: mariospfsa@gmail.com
A Pastoral Social tem como finalidade concretizar em ações sociais e específicas o cuidado da Igreja diante de situações reais de marginalização. Os textos bíblicos destacam em suas páginas alguns rostos que têm a predileção do amor de Deus. São rostos anônimos, os quais, em função do trabalho pastoral, vão recuperando o nome e a história na medida em que são assumidos com amor. A Pastoral Social é essa solicitude da Igreja voltada especialmente para a condição sócio-econômica da população. Hoje como ontem, ela se preocupa com as questões relacionadas à saúde, à habitação, ao trabalho, à educação, enfim, às condições reais da existência, à qualidade de vida. Evidente que a Pastoral Social não tem o monopólio da transformação social e da busca de alternativas. Outras pastorais e dimensões da Igreja também trabalham na mesma direção, inclusive outras Igrejas, cristãs ou não, preocupam-se pela transformação das estruturas injustas da sociedade.
Coordenação Arquidiocesana: 
Contatos: 
A Pastoral do Menor tem seus inícios na cidade de São Paulo, no ano de 1977 tendo como missão a “promoção e defesa da vida da criança e do adolescente empobrecido e em situação de risco, desrespeitados em seus direitos fundamentais” . A partir de 1982, com a realização das Semanas Ecumênicas em São Paulo, iniciativa da Pastoral do Menor, a organização foi ganhando força e se enraizando em outras cidades e estados brasileiros. Em 1987, com a Campanha da Fraternidade da CNBB, que trazia como tema “A Fraternidade e o Menor” e como lema “Quem acolhe o menor a mim acolhe”, essa pastoral ganhou um novo impulso. Está presente hoje em vários Estados. A Pastoral do Menor se propõe, à luz do evangelho, estimular um processo que visa à sensibilização, à conscientização crítica, à organização e à mobilização da sociedade como um todo, na busca de uma resposta transformadora, global, unitária e integrada à situação da criança e do adolescente empobrecidos e em situação de risco.
Coordenação Arquidiocesana; Irmã Rosa Aparecida.
Contatos: (75) 3223-1479.
 E-mail: dispensario@uol.com.br
A Pastoral da Pessoa Idosa : formando  uma população com mais de 17 milhões de habitantes, as pessoas acima dos 60 anos contam com a Pastoral do Idoso, que tem por objetivo a melhoria da qualidade de vida das pessoas idosas em seu contexto familiar e comunitário, sem distinção de raça, cor, profissão, nacionalidade, sexo, credo religioso ou político.Entre as várias atividades, a Pastoral  desenvolve ações que beneficiam o desenvolvimento físico, mental, social, espiritual, cognitivo e cultural dos idosos,colaborando na divulgação e implementação do Estatuto do Idoso; promove  o convívio das pessoas idosas com as demais gerações, estimulando uma velhice ativa e buscando uma longevidade com qualidade. A Pastoral também capacita agentes para o acompanhamento das pessoas idosas por meio de visitas domiciliares, encontros e organização de redes de solidariedade nas comunidades.
Coordenação Arquidiocesana: Zélia  Nunes Barreto 
Contatos: (75) 3223-5476; 99703-4503.
E-mail: 
A Pastoral da Comunicação (Pascom) é uma pastoral ainda nova, na Igreja. Os documentos da Igreja que tratam do tema comunicação são recentes. O primeiro, o Inter Mirifica, é do Concílio Vaticano II, aprovado em 1964. Mas, esse documento ainda não explicita a necessidade da existência de uma Pastoral da Comunicação.
Em termos do Brasil, o primeiro documento publicado sobre o tema é o 59, da CNBB, com o título Igreja e Comunicação rumo ao Novo Milênio, fruto da Assembléia Geral dos Bispos do Brasil, realizada em abril de 1997, em São Paulo. 
Atuar na Pascom é coisa séria e tem muito o que fazer, visto que a Pascom não é uma pastoral que trabalha isoladamente. Ela perpassa por  todas as outras pastorais, movimentos e serviços, levando o oxigênio da comunicação a toda paróquia, e tem como finalidades:
·        evangelizar, afinal, como diz o Documento de Puebla (1063): “evangelizar é comunicar”;
·        dar unidade às práticas de comunicação existentes na Igreja. Quantas paróquias têm programas de rádio, site, jornal, mural, mas cada  feito por uma pessoa ou um grupo, isoladamente?
·        Construir comunhão: O objetivo da Pascom não é, simplesmente, produzir e emitir informações. Antes disso, é preciso pensar em melhorar a qualidade da comunicação entre as pessoas, pastorais e setores, para que a comunicação gere comunhão, a exemplo das primeiras comunidades cristãs.
Coordenação Arquidiocesana:
Contatos: 

Pastoral familiar: A Pastoral Familiar tem como meta uma adequada e constante evangelização da família para que, educada no amor, ela possa cumprir, entre outros, os seus deveres gerais: a formação de uma comunidade de pessoas; o serviço à vida; a participação no desenvolvimento da sociedade; e a participação na vida e na missão da Igreja.  Interessada por toda e qualquer realidade familiar e da Igreja, a Pastoral Familiar é uma pastoral ampla, abrangente e age unida a outras pastorais. Tem, contudo, a sua atuação específica e, por isso, precisa de agentes especializados.  Acompanha a família cristã no seu caminho, no seu desenvolvimento e crescimento. Estrutura-se em três setores e em três campos de atuação: a Pastoral Familiar Pré-Matrimonial, que compreende as fases da preparação remota, próxima e imediata para o Matrimônio; a Pastoral Familiar Pós-Matrimonial, que provê o acompanhamento do casal e da família ao longo de sua caminhada; a Pastoral Familiar para os Casos Especiais, que se ocupa das famílias em situações de conflito, irregulares e específicas.  
Coordenação Arquidiocesana:  Alexandre e Ana Carla Lima
Contatos: (75) 3225-1202; 98149-2404
E-mail: 



 
  • Secretaria de Pastoral © 2012 | Designed by Rumah Dijual, in collaboration with Web Hosting , Blogger Templates and WP Themes